Buscar

Classificado para a série B, Iguaçu recorre a apoio financeiro da torcida para disputar as finais



Presidente do Iguaçu enaltece apoio de empresários, torcedores e do deputado Hussein Bakri pela viagem que possibilitou o acesso à segundona | Foto Adriano Krzypa




O Iguaçu conquistou o acesso à segunda divisão ontem (13). Ao término partida semifinal de volta, somados os gols dos dois confrontos com o ACP, superou o adversário por 4 a 3 e carimbou o passaporte. Agora, a decisão de título é com o Verê. Previsão de muita emoção e jogos equilibrados para saber quem levanta a taça neste ano atípico devido à Covid-19.

E também de situações bastante comuns em municípios do interior em que pessoas abnegadas, desprovidas de interesses outros, insistem em manter ativos seus times de futebol: mais que uma tradição, uma paixão nacional. Nada diferente em União da Vitória. Em partes.

A situação da Associação Atlética Iguaçu que, bravamente, ressurgiu das cinzas passa pela necessidade de pedir doações a torcedores para conseguir arcar com as despesas das finais da terceira divisão de profissionais paranaense.

Desorganização? De modo algum. Ocorre que, devido à Covid-19, não bastasse a impossibilidade de arrecadar as bilheterias dos jogos em casas há ainda, neste ano, um custo maior com os testes swab. Para cada partida é necessário testar jogadores e comissão técnica. Frise-se ainda que a covid-19 impediu até a realização de eventos como bingos, jantares e almoços beneficentes. Note-se que os recursos advindos de apoiadores estão sendo muito bem aplicados, em consonância com as finalidades. Tanto é que a folha salarial do campeonato encontra-se quitada.


Despesas Se o jogo é em casa, há ainda o custo com a arbitragem. Portanto, cada partida no Antiocho Pereira, que é cedido pela prefeitura, gira em torno de R$ 7 mil. Se o jogo é fora, há as despesas de viagem e esse valor, em média, dobra. Da viagem em que heroicamente o time trouxe o acesso no domingo (13) diante do ACP, os custos ultrapassaram R$ 10 mil. Parte foi arcada por meio de doações. “Quero agradecer aqui a cada um que fez sua doação e está possibilitando que nosso time dispute o título”, disse o presidente José Luis Ruski.

Contando com apoio de fiéis empresas apoiadoras e seus sócios torcedores, o Iguaçu joga a primeira partida das finais nesta quarta-feira (16), às 15h30, no Estádio Antiocho Pereira. No domingo (20) o jogo de encerramento da competição será em Verê. Assim, como o município de União da Vitória não dispõe de um ônibus com capacidade para viagens longas (o mais novo, adquirido em 2019 para a terceira idade, não possui banheiro e isso dificulta a viagem) resta mais uma vez apelar para a torcida para poder dar as melhores condições possíveis e, com isso, reforçar a possibilidade de título que seria, conforme frisa o próprio hino do time, “orgulho de União da Vitória”. “Não temos outro jeito a não ser pedir apoio à população. Eu entendo o momento difícil pelo qual todos passamos, mas está ainda mais difícil tocar o time neste ano. Nisso, quero agradecer aos apoiadores, torcedores e de modo especial ao deputado Hussein Bakri que não só tem honrado sua palavra, mas trazido esperança de que esse projeto que é do povo da região Sul do Paraná siga firme” disse Ruski.

Foi por intermédio do deputado Hussein, por exemplo, que o relacionamento com a Umbro teve início, num trabalho bem articulado pelo Diretor de Relacionamentos do Iguaçu, Emanuel Gabardo Taques e que contou com especial apoio do Athletico Paranaense, na pessoa de Mauro Holzmann.

A conta para doações espontâneas:

Banco Cresol – 133 | Ag: 1675 | Cc: 8749-1 Associação Atlética Iguaçu Rua Coronel Amazonas de Araújo Marcondes Nº 269 - Bairro Navegantes - União da Vitória/PR CEP 84600-081 CNPJ: 08.333.377/0001-74 CHAVE PIX: 08333377000174




912 visualizações0 comentário
  • Facebook Social Icon
  • Instagram Social Icon

ASSOCIAÇÃO ATLÉTICA IGUAÇU - União da Vitória (PR) - Brasil 
Site desenvolvido numa cortesia da Agência A2