Buscar
  • tiagotjs

Primeiro treino coletivo comprova evolução e equilíbrio do elenco


O sonho de consumo de qualquer treinador de futebol é tempo para trabalhar suas estratégias com seus jogadores. Isso já foi colocado à disposição da comissão técnica liderada por Richard Malka que, na manhã desta sexta-feira (23) conduziu o primeiro treino coletivo da temporada atual que, para a Pantera, já cumpriu duas semanas de trabalho quando estamos distantes 36 dias da primeira partida, fora de casa, diante do Prudentópolis. Para o sonho ficar ainda melhor, óbvio, qualquer treinador gostaria de contar com aqueles atletas que listou à diretoria. E isso, num trabalho de garimpo realizado a quatro mãos entre diretoria geral, departamento de futebol, gerente de futebol Luís Tosta e própria comissão, também se mostrou comprovado quando a bola, finalmente, rolou no Estádio Antiocho Pereira.

Agora, se é pesadelo ou sonho ter “dor de cabeça” na hora de escalar a equipe, isso vai de cada treinador. O que é certo que o treinamento desta manhã comprovou que o elenco é muito equilibrado e evoluído tecnicamente. Ou seja, que aquele outro sonho de ter um bom plantel à disposição com equilíbrio das peças para alterações não meramente físicas está aí, sendo, agora, “lapidado”. Com atletas oriundos de diversos estados, alguns estreantes em competições no território paranaense, o Iguaçu mostrou que vem numa evolução constante. Uma crescente não só quantitativa, mas nitidamente qualitativa. Mesmo sem entrosamento, com o som de fundo de diversos “sotaques brasileiros” – e até de um espanhol volta e meia pedindo “pasa la pelota”, o treino de imediato mostrou para a comissão e diretores que há sim uma resposta inicial à expectativa formada com o plantel de 35 atletas.

A próxima semana será ainda mais interessante, pois o que hoje foi estreia passará a se tornar uma constante. Quem jogou com colete e quem jogou sem? Isso é segredo, também faz parte desse processo de um Iguaçu ávido por disputar a Divisão de Acesso 2021 da melhor forma possível. Quem saiu vencedor “da partida de 30min para cada lado”? Teve um time dos mais de três à disposição que saiu, sim, com vantagem no placar. E com um golaço de falta do lateral Douglas (Imagens Skil+). Mas isso traduz, na verdade, uma vitória de todo o Iguaçu.


Por Marcelo Storck/Diretoria de Comunicação/Agência A2













374 visualizações0 comentário